Fight: skinny X loose fit - Quem leva a melhor?

23.04.2017

Precipício precipitado, alguns estudiosos de moda – jornalistas inclusive, faço essa mea-culpa em nome da profissão – no afã de apontar novidades, terminam sendo levianos. Como um gemido que precede o gozo, mostrar-se demais às vezes faz o outro paralisar.

Era sábado e fazia um belo dia de sol com poucas nuvens. Nada do calor torrencial com a sensação de um sol para cada habitante, como frequentemente vivemos em Natal. Eu estava pelos Jardins, em São Paulo, desopilando dias de muito trabalho com um final de semana livre quando me deparei com uma banca de jornal super charmosa. No meio de tantos títulos diferentes, sendo muitos deles internacionais, não pude desviar os olhos de um número bem comum, a GQ Brasil.

“Moda: Chega de calça skinny! O novo shape masculino é largo e confortável. Saiba como usar”, dizia a manchete. É claro que comprei o título a fim de saber de onde havia sido retirada aquela informações e, afinal, quem atestou.

Não se trata de uma matéria assinada, mas de um editorial fotografado em estúdio com styling assinado por Thiago Ferraz e edição e moda de Sylvain Justum, aos quais, portanto, credito a informação. Notícia, na verdade, que em conteúdo não é enganosa. Mas é um engodo a forma de vender, o que chamamos de manchete.

Logo na página de sumário a exclamação já dava espaço para uma dúvida. “Chegamos ao fim da era skinny? De acordo com as passarelas, sim”. Essa súbita mudança de abordagem mostra duas coisas: 1. edição mal feita; 2. O desserviço de gerar dúvidas no leitor, ao invés de fazê-lo entender o cenário.

 

Veja o editorial da GQ na galeria

 

Amantes do skinny e do visual que contorna o corpo, fiquem tranquilos. A ordem estética que mais imperou no street style masculino ao redor do mundo nos últimos anos não está com os dias contados, tampouco jaz em páginas de revista. Há, de certo, um intento em oferecer novos padrões estéticos e o loose fit apareceu em algumas passarelas internacionais e também na nossa principal semana de moda, o São Paulo Fashion Week. Porém, são poucas as marcas que têm falado essa linguagem. E, mesmo assim, ela nunca aparece isolada, sempre divide espaço com outros shapes.

 

A indústria da moda é como qualquer outra: aposta, faz investimentos, estimula um novo tipo de produto porque só quando isso tudo forma uma engrenagem é que resvala no principal:  consumo. De forma ainda mais resumida, o corte mais amplo está chegando e talvez um dia ocupe seu espaço. Até agora isso não é certo.

Moda – por mais bizzaro que possa parecer para uns tantos – tem seu quê de ciência. E dentro da lógica científica não há apenas uma luta ímpar contra as sombras do múltiplo que mostram a inanidade pretenciosa por trás do conceito de que moderno é um ser unificante. Não é assim!

O moderno não está isolado, não é sinônimo de vanguarda. Ninguém precisa sair com uma calça ampla para fingir costume ou se inserir em determinados grupos. Ser quem a gente é continua sendo o principal antídoto contra a informação errada que nos tentam enfiar goela abaixo. Está, no entanto, para a tribo que socialmente funciona como agente de expansão da ideia vendida nas passarelas pelos criativos.

Kadu Dantas, um dos influenciadores digitais com maior capilaridade no Brasil, começou a vestir, muito de vez em quando, alfaiataria ampla. Isso tem pouco mais de um ano. Eu já tinha visto belas investidas de João Pimenta e da Uma, de Raquel Davidowicz, nesse sentido. E confesso agora: gosto muito dessa estética, apesar de ela não ser minha preferida. Outras pessoas – talvez por gosto ou outro nível de informação de moda – goste menos. O fato é que o engajamento de Kadu e de muitos outros blogueiros é infinitamente menor quando eles usam loose fit. As pessoas não curtem e ponto final.

Outra inverdade e quiçá o ponto mais importante a se pesar é que no skinny, sobretudo o jeans, não é desconfortável por ser justo. É capaz de, com a inserção de elastano na nossa vida desde os anos 1990, seja mais confortável que outros materiais.

Só para finalizar, o loose fit é algo tão antigo que o cantor Jared Leto fez escola no Rock in Rio 2014 com suas regatas super cavadas que eram feitas por ele mesmo, muitas vezes cortando a manga de camisetas comuns. Prova disso é que elas nunca eram decotadas no colo, mas tinham abertura das mangas que terminava na linha da cintura e, com o movimento, chegavam a deixar mamilos à mostra.

Nem tudo o que sai nas revistas, caro leitor, é uma verdade universal. Cautela e canja de galinha, já dizia minha vozinha, nunca fizeram mal a ninguém.

 

Please reload

Destaque

O que comprar em promoção?

08.07.2019

1/6
Please reload

O CRICOFELIX.COM é o site criado pelo jornalista Cristiano Felix sobre tudo o que interessa ao dândi moderno: tecnologia, moda, comportamento, gastronomia etc. As imagens contidas podem ser creditadas ou reproduzidas de fontes externas. Caso você tenha os direitos sobre qualquer imagem publicada aqui e não quiser que ela seja veiculada, entre em contato para que ela seja prontamente removida.  

Categorias:

Comente aqui:

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now