Louis Vuitton no Rio é mais arte

06.06.2016

A Luis Vuitton fez um grandioso espetáculo, atraiu gente de todos os continentes e colocou o Rio de Janeiro – ou o Museu de Arte Contemporânea, em Niterói, pelo menos – na mídia internacional; deixou R$ 1,5 milhão para ajudar na reforma do prédio que está fechado há um ano, e pouco tempo depois teve sua loja de rua arrombada e saqueada. O prejuízo foi estimado em R$ 500 mil.

A operação da maison de luxo deve acabar se restringindo aos shoppings, como já aconteceu em São Paulo, onde a LV fechou sua loja nos Jardins cerca de um ano atrás, migrando para o JK Iguatemi.

É bem provável, segundo a polícia, que a repercussão do desfile tenha chamado a atenção dos bandidos para a loja.

Todos ficaram boquiabertos, assim como a LV deixou os cerca de 500 convidados para o desfile no MAC. Nicolas Ghesquière mostrou a diferença que faz ter um francês à frente de uma Maison francesa. Cool e ousado, o estilista cria (para) uma mulher multitécnica, atualizada e esportiva. Uma mulher que não está interessada no Damier marrom ou na bolsa Speedy que já foi comercializada e copiada pra todos os lados.

As novas bolsas e as roupas inspiradas no arquiteto brasileiro Oscar Niemayer são recortadas, inusitadas, mostrando a precisão do design. As modelos desceram a rampa com vestidos e roupas que podem ser facilmente usadas por muitos de nós.

Jaden Smith, filho do ator Will Smith, fotografou a última campanha da grife e nela já tinha aparecido usando roupas femininas. No desfile não foi diferente: causou alvoroço com uma jaqueta de um tecido tipo neoprene em preto e branco, clássica em qualquer armário. Ele tem uma forte pegada militar e apresenta riscos que remetem as costelas de um esqueleto humano.   

Veja na galeria os famosos que prestigiaram o desfile no MAC

 

Já que falamos em bolsas e vocês já sabem que tenho obsessão por elas, fiz uma seleção dos meus dois modelos preferidos. O primeiro tem a estampa da tela "A Fera" (1969), em homenagem a Pelé, feita pelo artista plástico Aldemir Martins. 

Aldemir é um cara fantástico, muito conhecido como "Rei dos gatos". Pintou os felinos de todas as cores e com desenhos bem arquitetônicos também. Eu sempre admirei e por muito tempo pesquisei seu trabalho. Na adolescência, me arrisquei com telas e tintas inspirado nele. Ver que os olhos de Nicolas também brilharam com o trabalho de Aldemir, meu vizinho cearense, me fez recordar muita coisa e deixou feliz. 

A estampa, fique aqui registrado, também está em roupas super interessantes.

A segunda bolsa que destaco, a "Soundsystem", virou hit já no momento do desfile. Vai bem na linha de influência dos rappers na moda: cortes orgânicos, amplos e a profusão de longlines.

Isso tudo é música para os meus ouvidos!

 

Texto: Cristiano Félix

Fotos: Divulgação

 

 

Please reload

Destaque

O que comprar em promoção?

08.07.2019

1/6
Please reload

O CRICOFELIX.COM é o site criado pelo jornalista Cristiano Felix sobre tudo o que interessa ao dândi moderno: tecnologia, moda, comportamento, gastronomia etc. As imagens contidas podem ser creditadas ou reproduzidas de fontes externas. Caso você tenha os direitos sobre qualquer imagem publicada aqui e não quiser que ela seja veiculada, entre em contato para que ela seja prontamente removida.  

Categorias:

Comente aqui:

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now