Calça detonada, muitas possibilidades

20.11.2015

 

Para quem não é suíço, Phillipus Aureolus Theophrastus Bombastus von Hohenheim é um nome tão estrambólico que parece um palavrão. Chamemos, então, esse sujeito de Paracelso, como ele costumava assinar. Foi esse médico e alquimista que cunhou aquela expressão muito dita pelos seus pais e avós – e que eles certamente já ouviram dos seus também: “Só a dose faz o veneno”. Muitas gerações já escutaram a mesma máxima porque ela foi escrita em 1538.

Não haveria maneira mais verdadeira, embora clichê, para iniciar esse texto, eu sei. Mas é a mais pura verdade. Na moda, o veneno é o excesso de uma só referência, é exagerar nos elementos do mesmo estilo e sair por aí como se estivesse preparado para um baile de carnaval extemporâneo, em pleno mês de novembro. Por isso é que me vi na obrigação de dizer que a tendência do jeans destroyed – ou simplesmente detonado – é bacana, nos faz viajar pelos subúrbios britânicos dos anos 1977, mas precisa ser medida.

Os boêmios do SoHo, um bairro cool de Manhattan, em Nova Iorque, começaram a se destacar pelo estilo de vestir e viver, enfim. Logo apareceu mais um termo gringo para o nosso glossário de palavras estranhas: Boho. Essa é uma ideia bacana e que pode servir de contraponto na hora que você for se vestir, caro leitor.

Na prática, trata-se da mistura de elementos como etnias, velocidade de comunicação, comportamento; uma mescla de folk, rock, punk, navy, romantismo, vintage e desenhos peruanos ou africanos. Esse quebra-cabeça é o estilo do nosso tempo e evidencia que ninguém, por mais fã que seja dos Ramones e Sex Pistols, deve se vestir exclusivamente do rocker styler.

Estamos em um escritório localizado em Petrópolis, por onde normalmente circulam figuras bem moderninhas. Você chega para o trabalho e dá de cara com um rapaz de All Star, calça destroyed, camiseta sob jaqueta de couro carregada de spikes. A cena pode até parecer interessante, mas a indumentária não é nada apropriada para o dia a dia, numa boa. 

Voltamos a ter rebeldia, todos nós, incluindo os religiosos e suas bancadas pela primeira vez nominadas sem pudores, sobretudo no legislativo. Passamos por protestos, ataques terroristas, desastres ambientais e ainda assim sobrevivemos, pelo menos a maioria. Tudo isso nos endurece e a roupa, usada como armadura, retoma ares pesados. A inclinação é para o punk e suas calças desfiadas. Mas saibamos usá-las com um toque de leveza, com paz e amor. Amém!

Pontuar com branco é uma excelente alternativa. Não precisa abandonar o cano alto, mas troque o coturno por um sneaker alvo que está super na moda. Tampouco é necessário abandonar a jaqueta, mas você pode trocar o couro por algo mais cotidiano como o jeans. E quer a melhor dica? Abuse dos acessórios que não sejam necessariamente espinhosos, invista no chapéu. Vale de qualquer estilo. Eles tiraram o peso da produção e serão um chamariz que se contrapõe ao detonado. Isso é boho na sua forma mais pura.

 

Leia também:

15 formas de usar calça destroyed

#ootd: bermuda destroyed no estilo verão

Boho é o estilo do nosso tempo

 

Na internet é bem fácil encontrar referências, embora também seja preciso saber procurar. Tenho visto muitos caras que levam a coisa a sério demais. Fazer o estilo é um passo, abusar do mesmo estilo o descompasso; a mesmo história do erro de dosagem aparece.

Há diversas formas de misturar conceitos e colocar um perfume retrô ao seu visual. Usar um suspensório é uma delas. Boina é bacana, colete também. Colete mais suspensório e boina é quase carnavalesco. Certamente Paulo Barros já pensou coisas assim e mesclou com mágica para alguma comissão de frente de escola de samba, pesquise. O mesmo vale para calça com barra dobrada e camisa xadrez. Uma por vez, por favor. E vamos produzir rimas por aí.

Castanha assada e salgadinha, o processo que deixa o fruto do caju uma delícia é chamado de beneficiamento. No dicionário o substantivo vale pra qualquer processo que agregue valor. Minha mãe vai achar um absurdo, mas a indústria têxtil vende os rasgos no jeans como um benefício. Quanto mais rasgado, mais valorizado é.

Os processos de lavagem nas fábricas surgiram por uma demanda de linguagem de moda, desde quando os hippies da década de 1970 começaram a investir no processo de customização. Virou consumo, ganhou investimento e tecnologias apropriadas. O que começou com pedras vulcânicas bastante porosas dentro de máquinas de lavar – processo chamado de stone wash – ganhou o auxílio, a partir de 1995, de equipamentos como laser, prensas e estufas. E hoje, voilà, ninguém precisa mais procurar lixa em casas de material de construção para personalizar suas calças.

Comprar é uma questão de praticidade, de encontrar pronto. Porém, é claro que você pode colocar a mão na massa, pegar uma faca de serra da sua cozinha e rasgar na intensidade que mais lhe convier. Eu sou do time que acredita que a gente só consegue driblar uma crise financeira e incentivar o emprego fazendo girar a roda da economia, mas, em tempos de crise, customizar o que está parado no armário pode ser uma boa alternativa para muitos.

Essa também é uma moda de nome complicado. Do it yourself ou simplesmente DIY não vale apenas para moda. Vários tutoriais do tipo “faça você mesmo” estão disponíveis na internet, em forma de vídeo inclusive, com passo a passo e tal.

Nossos bolsos hão de estar furados e rasgados, mas, com o old shcool cada vez mais em alta, qualquer puído será de um passado passado a limpo. Sigamos assim, com o destroyed que promete ficar por mais um bom tempo.

 

Please reload

Destaque

O que comprar em promoção?

08.07.2019

1/6
Please reload

O CRICOFELIX.COM é o site criado pelo jornalista Cristiano Felix sobre tudo o que interessa ao dândi moderno: tecnologia, moda, comportamento, gastronomia etc. As imagens contidas podem ser creditadas ou reproduzidas de fontes externas. Caso você tenha os direitos sobre qualquer imagem publicada aqui e não quiser que ela seja veiculada, entre em contato para que ela seja prontamente removida.  

Categorias:

Comente aqui:

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now