A vez dos platinados

13.11.2015

Botox, depilação, sobrancelhas sempre feitas e muita maromba pra manter o abdômen trincado. Os garotões estão na moda e, mesmo quem não tem mais idade pra ser, quer aparentar. O universo de faz de contas assusta pelo atual padrão e também pela velocidade com que muda. Bem pouco tempo atrás os homens eram mais interessantes justamente pelo oposto. Valorizava-se a experiência, o repertório além das cantadas pré-fabricadas e os cabelos grisalhos.

Na saída do colégio a gente sempre via as meninas com cadernos da Tilibra e os garotos de olhos azul da capa. Todos do Sul ou gringos, de certo, naquela fase de idealizar príncipes. Eu usava um fichário e via vantagens: era mais fácil de organizar e bastava carregar apenas algumas folhas ao invés do bloco espiral de 12 matérias.

Apesar de querer parecer mais velho e descolado, muito me assustou meu primeiro cabelo branco. Nunca tinha ouvido falar em canície e nem muito menos sabia que a exaustão da enzima formadora de melanina, a tirosinase, acontecia gradativamente, não num passe de mágica. Mas, enfim, num belo dia percebi meu primeiro fio branco. Na minha cabeça, ele tinha literalmente aparecido do nada, como um japonês que brota do solo na frente da sua foto, com uma máquina maior e mais moderna. Foi decepcionante para os meus 15 anos.

Tentar ganhar corpo era sinônimo de aumentar as possibilidades de paquera. Comecei a malhar, na esperança de ter um peitoral definido na mesma rapidez daquele envelhecimento precoce. O máximo que me aconteceu no final da adolescência foi um pelo branco aparecer no meio do peito. Jurei a mim mesmo que arrancaria se visse um no saco.

Vendo fotos amareladas, muita gente têm vergonha do seu histórico capilar, a exceção dos que ficaram carecas prematuramente, mas já esbanjaram uma vasta cabeleira caindo nos ombros. O meu histórico pode ser resumido aos produtos que sempre usei pra lavar os meus e deixá-los realmente brancos, apesar de achar irado aquele branco que fica meio lilás. Pirar no pantone é vida (!) e, outrossim, roxo é a cor do desespero, como já escreveu Paula Parisot no livro Gonzos e Parafusos. 

Cena clássica de desenho animado, aquele lance de um anjo e um diabo falando cada qual ao pé de uma orelha existe. Um lado de nós quer pirar e o outro lado gosta de sustentar uma maturidade que ainda não existe. Aos 17 anos, quando caí pela primeira vez numa redação de tevê, os cabelos brancos me ajudaram. Eu nem bem tinha vocabulário, mas muita gente dizia que o grisalho me ajudava a passar confiança, isso mesmo que os jornalistas usam como sinônimo de credibilidade. E, por mais, que eu não achasse que servisse, funcionou.  

Não existia nada de especial em mim, mas muitos disseram que eu fazia o estilo Willian Bonner ou além, chegaram a me comparar com Anderson Cooper. Claro que aquilo era um puta elogio e eu gostei de me sentir assim.

 

Frederico Devito: o it boy platinou os cabelos e tirou a maior onda nas redes sociais

 

Foi numa viagem gringa, na época da faculdade, que vi o primeiro shampoo silver: parecia ilusão ver algo criado especialmente para alienígenas como eu. Os produtos para cabelos grisalhos não demoraram a ganhar uma parcela do mercado. Richard Gere já pegava Julia Roberts no cinema e assumia sua experiência. Eu queria ser como ele, mas confesso que nunca consegui reduzir meu repertório de mentiras quando perguntam sobre meus cabelos. Dependendo do humor, posso dizer que eles existem por razão de muito estresse ou que é tinta e eu pago caro porque passo horas no salão para pintar fio a fio.

O charmoso não tem a mesma entonação do passado. As pessoas dizem que grisalho é, mas com uma cara de desdém.  Devolvo com um obrigado blasé. É que a moda dos grisalhos se somou a da juventude e das toxinas usadas dermatologicamente para paralisar testas.

Essa pegada de juventude eterna não é totalmente ruim. Como tudo na vida, tem sombra e luz, prós e contras. Um dos lados positivos é que fez surgir tendências bem atrevidas como a de platinar os cabelos. Para os caras mais modernos e que também são adeptos da barba, o legal é contrastar o cabelo claro com a barba bem fechada. 

Essa moda vinha surgindo numa crescente e agora estourou. O modelo Mateus Verdelho platinou os cabelos em 2011. Um ano depois foi a vez do ator Bruno Gagliasso. Depois deles vieram Cauã Reymond, o it boy Frederico Devito e Adam Levine, vocalista do Maroon 5. Só não ornou mesmo no pobre Fiuk que ainda escolheu um péssimo momento pra aparecer pela primeira vez com o seu, justo no programa da Ana Maria Braga.

Ninguém precisa mais esconder sua experiência de anos, características genéticas ou dissabores. Vamos assumir os brancos, eles estão na moda! Se tivesse vivido nos dias de hoje quem sabe até Maria Antonieta estivesse salva de mais uma lenda. Além dos brioches que a teriam levado a encontrar a guilhotina, dizem que foi o estresse da decapitação que a fez, da noite pro dia, ficar com a cabeça toda branca. Segundo os cientistas isso merece o carimbo de mito, já que o branqueamento é natural acontece gradualmente, começa, para nós homens, por volta dos 30 anos.

A exceção de fazer o processo em poucas horas é usar química. Como cabelo de homem cresce e a gente não tem tanto apego, é uma moda interessante. Também é chamativa. Ela atrai olhares e pode te fazer refém. Por isso mesmo é preciso ter muitos cuidados no antes, durante e depois. Respeitem meus cabelos brancos e sigam algumas dicas que peguei com meu barbeiro.

 

Como platinar e manter os fios

Fábio Medeiros, da Compadre Barber Shop, dá algumas instruções para platinar

 

* O procedimento é agressivo, feito com água oxigenada e pó descolorante. Escolha produtos de boa qualidade, indicados por um profissional.

 

* Faça em duas partes: primeiro descolorir as pontas e depois colocar o produto até o couro cabelo, para não ferir a pele.

 

* Após platinar ou caso tenha fios grisalhos, o ideal é usar um shampoo silver. Ele é azul e específico para tirar o amarelado dos fios.

 

* Os homens cortam mais os cabelos e, por isso, os fios aceitam melhor o processo químico. Mas, para não ressecar, é preciso fazer uma hidratação por semana.

 

* Para manter os cabelos platinados, sem raiz escura, o ideal é repetir o procedimento a cada duas ou três semanas. E cortar uma vez por mês, para suavizar as pontas.

Please reload

Destaque

O que comprar em promoção?

08.07.2019

1/6
Please reload

O CRICOFELIX.COM é o site criado pelo jornalista Cristiano Felix sobre tudo o que interessa ao dândi moderno: tecnologia, moda, comportamento, gastronomia etc. As imagens contidas podem ser creditadas ou reproduzidas de fontes externas. Caso você tenha os direitos sobre qualquer imagem publicada aqui e não quiser que ela seja veiculada, entre em contato para que ela seja prontamente removida.  

Categorias:

Comente aqui:

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now