A gente é para o que nasce

06.11.2015

Megan e Morgan poderiam ser uma dupla sertaneja. Ou country, já que são americanas. Elas moram na Filadélfia e, além dos nomes quase produzidos para a indústria fonográfica, têm carisma e olhos que são pura poesia, sobretudo os da segunda, que é portadora de heterocromia. Observar imagens de pessoas com um olho de cada cor virou uma obsessão na minha vida desde o mês passado, quando tropecei na rua com um rapaz que desfilava um azul e um verde, os dois em plena sintonia.

O novo provoca diversas reações. Pode ser ora estranhamento e ora encantamento, depende muito de quem vê. Pode acontecer tudo ao mesmo tempo e agora: uma dúvida cruel, não sei o que pensar. As duas negrinhas americanas são lindas e  gêmeas univitelinas. Iguaizinhas e diferentes ao mesmo tempo. Idênticas no sentido físico e diferentes da maioria na forma de se comportar, tanto que já  tem mais de 66 mil fãs seguidores no Instagram. Fazem caras e bocas, customizam jeans e se vestem com roupas modernas, embora iguais. É pura dicotomia e uns podem achar que aquilo é par de jarro e outros, mais românticos, podem classificar como mimetismo de amor, como assim faria Drummond. 

Dizem os especialistas em psicologia que raro de verdade é encontrar uma criança que consiga lidar com rejeição. Concordo que aprende-se a lidar com a desaprovação alheia aos trancos e barrancos, ao longo da vida. Ou simplesmente não se aprende, ninguém quer ser enjeitado, afinal. Mas a vida lá fora, caro leitor, nós sabemos, é dura. Na moda ainda mais, posso garantir.

Existem várias atividades, mas a vida glamourizada pelas capas de revista e eventos com mais gente da mídia fazem com que as meninas, sobretudo elas, pensem em virar modelos, mesmo não tendo maturidade emocional pra entender o que verdadeiramente significa ser modelo para alguém. Com os rapazes acontece também. O estilista Wagner Kallieno já tentou desfilar, foi recusado pela principal agência aqui do erre ene e só, anos depois, descobriu que seu talento estava em criar outras imagens. Virou estilista e hoje surpreende muita gente, inclusive a mim. Com Marcelu Ferraz, outro inquieto estilista, aconteceu algo semelhante. Mas na história dele a rejeição apareceu em alguns momentos elevada a décima potência.

“Um show de horrores”, assim foi classificado o primeiro desfile de Marcelu, em artigo publicado por uma crítica de moda em um dos jornais de maior circulação do país. A apresentação ocorrera na Casa de Criadores, uma espécie de incubadora de talentos do São Paulo Fashion Week. Marcelu deixou Minas Gerais e suas belíssimas cachoeiras para viver em meio ao concreto da capital paulista, apostando na carreira de modelo. Fez como tantos no ápice do encorajamento juvenil. Poderia ter virado jogador de basquete, a julgar pelos quase dois metros de altura. Até desfilou algumas vezes, mas, como é pra maioria, só reconheceu sua vocação quando outra porta se abriu.

Chegou a rolar a certeza de que não tentaria outra vez. Passarelas nunca mais, agora de nenhuma das duas formas. A crítica provocou um acidente feio no percurso, como um trem descarrilado. Naquela época Marcelu também não fazia o tipo mais fácil, ele mesmo reconhece. Hostess da boate The Week, escolhia quem tinha preferência na entrada e até quem ficaria de fora da balada gay, o que incluía muitos rapazes que trabalhavam com moda e assessoravam jornalistas especializados em. Terminou criando antipatia, comprou as futuras críticas.

Tem quem derrube e há quem ampare. Os amigos de Marcelu desempenharam bem o papel e ele voltou a criar, desenhar, costurar e bordar cada peça de roupa, como faz questão até hoje. Anos depois foi comparado por aquela mesma jornalista com Yves Saint Laurent. Passou a rir do início dessa história que já completa uma década, voltou a ter leveza, mas visivelmente ainda tem algum receio de falar no assunto. Foi por isso que eu pedi autorização para resumir essa história e publicá-la. 

O Instagram, ele outra vez (!), é cheio de surpresas. Eu conheci a moda do Marcelu Ferraz primeiramente nas redes sociais. Gostei da pegada litorânea e distribuí likes. Ele curtiu algumas minhas também e seguiu. Segui de volta e custei a acreditar que a loja do cara ficava na Consolação, nos Jardins. Como nasceu em Minais e tem esse estilo fresco de balneário é outro mistério a desvendar, mas já descobri umas boas coisas que me fizeram virar cliente e uma delas é a história de perseverança.

Lidar com rejeição é um troço difícil mesmo. Fazer isso não reaparecer como um flashback é onde reside a mágica da criação. As estampas de Marcelu são muito coloridas, têm uma vida que casa muito com o litoral nordestino. Peixes e pássaros aos montes, os quero todos. E muito mais gente também. Tanto que ele acabou de lançar sua nova coleção na pousada do Zé Maria, em Fernando de Noronha, e vendeu quase tudo pra a galera que estava por lá, incluindo alguns artistas. Estou aqui me perguntando a razão de não vender ainda em Natal.

Ele inclusive aponta duas novas tendências que eu curto e - agora - compartilho: jeans forever com uma pegada de alfaiataria street e estampas combinando: sunga, regata e bermuda no melhor estilo saída de praia para homens. Sim, nós também podemos!

Até então apenas as mulheres estavam com acesso a esse tipo de combinação e as linhas femininas se encheram de saia alta e cropped. Mas, como nós já sabemos, a segregação de gênero já datou há tempos. Tomara que outras diferenças também sumam do mapa da moda e a gente tenha brilho no olho quando se deparar com o novo. Sem mais ressalvas.

 

* Texto publicado originalmente no Novo Jornal

 

Texto e fotos: Cristiano Félix

Please reload

Destaque

O que comprar em promoção?

08.07.2019

1/6
Please reload

O CRICOFELIX.COM é o site criado pelo jornalista Cristiano Felix sobre tudo o que interessa ao dândi moderno: tecnologia, moda, comportamento, gastronomia etc. As imagens contidas podem ser creditadas ou reproduzidas de fontes externas. Caso você tenha os direitos sobre qualquer imagem publicada aqui e não quiser que ela seja veiculada, entre em contato para que ela seja prontamente removida.  

Categorias:

Comente aqui:

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now