Dois restaurantes, cinco países: gastronomia de SP

24.08.2015

Em um só cardápio existem quatro países unidos por temperos marcantes e nem sempre inofensivos. O Obá, nos Jardins, é assim: une Tailândia, México, Itália e Brasil, especialmente a Bahia, suas pimentas e sincretismo religioso. O nome, aliás, é uma homenagem ao orixá associado a Santa Joana d'Arc, que ajuda a superar dispersões mentais e tem um elemento terra muito forte para o cultivo de vegetais. 

Pra quem gosta de minimalismo e suavidade, esse não é o lugar. Pra apreciadores de cultura e exotismo é, literalmente, um prato cheio. O ambiente encanta os olhos, a casa tem uma galeria de arte brasileira no piso superior, onde funciona o bar. É um espaço agradabilíssimo, com varanda de frente pra uma mangueira, mas estranhamente pouco frequentado pelos clientes. 

Na parte de baixo a decoração também é marcante, as paredes cobertas por santos e pinturas de caveiras mexicanas. Mas o grande destaque mesmo está sobre a mesa. Cada prato que chega é uma explosão de cor. E a pimenta está lá, mesmo que numa cumbuca separada. 

Frequento esse restaurante há uns bons anos e sempre saio satisfeito. Da última vez abri os trabalhos com Cigarretes da Ilma de Parnaíba. São quatro pastéis de massa crocante, recheados de camarão; acompanha geleia de abacaxi e pimenta (R$ 24). O cardápio, registre-se, foi recentemente reformulado para abrir mais espaço pra os beliscos. Dá pra se sentir satisfeito só compartilhando alguns deles e tomando uma boa cerveja mexicana. 

O geng massaman kaek (R$ 59) é um cordeiro com batatas em curry aromatizado com canela e cardamomo e apimentado com pimenta vermelha seca thai. Apesar de temperos robustos, esse é dos pratos mais suaves. O arroz com jasmim e o relish de pepino reforçam o frescor. 

Outro prato thai é a costela de boi, cozida lentamente no leite de coco e finalizada na grelha. Servido com molho agridoce e ervas frescas, esse prato sai por R$ 57.

Fechei meu almoço com a torta do Luiz: mousse de chocolate com toque de cachaça e castanha do Pará e calda de maracujá (R$ 19). A massa é bem consistente, quase como a de uma trufa. Não deixe de provar!

O Obá tem tudo o que a gente precisa pra se sentir em casa. Boa comida, preços razoáveis e ambiente acolhedor, muito diferente dos abarrotados de vidro e mármore que tomam conta de quase todo o Jardim Paulista.   

 

Novidade gastronômica

De um certeiro pra uma novidade. O Kouzina é o novo restaurante do grupo grego Phos. Encheu todos os dias de soft open e não pára de reunir a turma mais descolada. Os grupos chegam ao longo da noite e ficam durante a madrugada inteira. 

As paredes brancas irregulares e detalhes pintados em azul evidenciam um estilo mais caseiro que o do Myk, o outro restaurante da mesma cadeia. Quem assina o cardápio de ambos é a chef Mariana Fonseca. No primogênito a cozinha é mais rebuscada e no caçula, despojada. 

O queijo feta usado na salada grega (R$ 20) é produzido em São Paulo, mas o sabor é bem semelhante ao da Grécia, com textura de ricota. A salada é muito bem temperada, mas há duas falhas: o queijo é muito despedaçado, quase triturado, e não existe harmonia na quantidade de ingredientes. O prato é quase todo de pepino, enquanto os tomates, que deveriam se destacar, minguam em quatro juliennes. 

Os espetinhos chamados de kalamakis e os souvlakis - espetos mais generosos, acompanhados de pão pita, molho de iogurte, alho e pepino – são os destaques do cardápio. O mais salgado deles é o de cordeiro, que sai por R$ 56. A massa tem uma casquinha crocante e o molho é leve, não tem a consistência ora exagerada de alguns gregos tradicionais.  

A berinjela surge em duas admiráveis versões, grelhada e coberta com tomate concassé puxado no azeite com alho (R$ 24); e na forma de papoutsakia (R$ 38), que em bom português quer dizer “sapatinho”. É essa da foto. A polpa é misturada com purê de batata e carne moída e devolvida à casca antes de ir para o forno coberta de queijo. 

Na ala das sobremesas, a clássica baklava também não é das melhores. Nem de longe me cabe fazer qualquer crítica gastronômica aqui. O blog existe apenas pra trocar informações e indicações, mas talvez eu tenha ficado muito exigente depois de provar baklavas deliciosas, como essa aqui, de Atenas. E já que estamos falando da Grécia, relembre também delícias de Zakyntos.  

Enfim, não vá mirando nos queijos e doces. Pule a etapa dita final e continue aproveitando os drinks e coquetéis do bar que fica separado do salão por um corredor que dá pra a calçada, onde sempre há mais gente querendo entrar. 

 

Obá

Endereço: Rua Doutor Melo Alves, 205, Jardim Paulista - São Paulo.

Telefone: (11) 3086.4774

 

Kouzina

R. Peixoto Gomide, 1710, Jardim Paulista – São Paulo

Tel.: (11) 2935-0888

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Destaque

O que comprar em promoção?

08.07.2019

1/6
Please reload

O CRICOFELIX.COM é o site criado pelo jornalista Cristiano Felix sobre tudo o que interessa ao dândi moderno: tecnologia, moda, comportamento, gastronomia etc. As imagens contidas podem ser creditadas ou reproduzidas de fontes externas. Caso você tenha os direitos sobre qualquer imagem publicada aqui e não quiser que ela seja veiculada, entre em contato para que ela seja prontamente removida.  

Categorias:

Comente aqui:

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now