A melhor surpresa do São Paulo Restaurante Week


Salão_Santa_Gula.jpg

Tenho tido a sorte de sempre estar por São Paulo na época do Restaurante Week. Esse ano, na 15ª edição, são 221 estabelecimentos participantes oferecendo boa gastronomia a um preço justo. Faz quatro dias que estou por aqui e só consegui ir a meia dúzia deles, mas minha maior surpresa foi o Santa Gula, que fica na Consolação, nos Jardins.

A casa é tradicional, passou recentemente por uma reforma e reabriu há cerca de 9 meses. Entrei, escolhi uma mesa nos fundos e pedi pra ver o cardápio do festival. Saquei a câmera fotográfica e um senhor que me atendia se aproximou. Expliquei que escrevia pra o blog. Ele pediu pra ver a página e voltou e disse que podia me mostrar todas as dependências.

Conversamos um pouco sobre o festival, a redução do investimento em divulgação e o público ainda tímido, apesar de a programação ter iniciado no último dia 15. Até que veio a entrada, uma saladinha cítrica com lula crocante deliciosa.


Entrada_Santa Gula.jpg

Antes do prato principal, ele pediu pra o chef Rodrigo Trindade ir até a minha mesa e nos conhecemos. O Rodrigo comanda as caçarolas por lá desde a reinauguração e tem mãos muito boas. Num impulso até estendi as minhas para cumprimentá-lo.


Principal_Santa Gula.jpg

A pescada com molho de tamarindo e pisto manchego é guarnecida de legumes. E o ponto estava simplesmente perfeito. Dos vegetais, a beringela talvez seja o mais complicado de acertar. Um pouco antes e ela fica borrachuda. Um pouco depois e é capaz de amargar. Mas a que me veio era algo que eu nunca tinha experimentado. Derretia na boca sem que fosse preciso mastigar. Ela dissolvia e me fazia sentir todas as sementes. A torre era formada por lâminas dessa delícia, abobrinha e tomates.

A cozinha da santa Gula tem sofisticação e um jeito brejeiro que me agradou de cara. Deve fazer isso com mais uma porção, já que há pratos que estão no cardápio há mais de uma década.


Sobremesa_Santa Gula.jpg

Das receitas tradicionais, uma foi adaptada para o evento. Invés de uma calda de frutas vermelhas, a musse de tapioca (pra eles escrita como a grafia original em francês, mousse) está levando, durante essas duas semanas, uma calda de maracujá. E eu fico imensamente grato por ver releituras de algo típico do meu Nordeste. Ainda mais em forma de um doce levissímo e super refrescante.

Foram esses três ótimos motivos que me fizeram escrever esse post, recomendar o restaurante e percorrer outros com a câmara fotográfica na mão (aguardem!).

Dá tempo de conhecer, já que o evento segue até o dia 28 de setembro com preços fixos para o menu completo. O almoço custa R$ 38,90 e o jantar R$ 50,90, sendo que a cada refeição R$ 1 é doado para a Fundação Cafu.

É so clicar no link pra saber mais sobre o Restaurante Week.


Texto e fotos: Cristiano Félix.

#gastronomia #gourmet #sãopaulo

Destaque
O CRICOFELIX.COM é o site criado pelo jornalista Cristiano Felix sobre tudo o que interessa ao dândi moderno: tecnologia, moda, comportamento, gastronomia etc. As imagens contidas podem ser creditadas ou reproduzidas de fontes externas. Caso você tenha os direitos sobre qualquer imagem publicada aqui e não quiser que ela seja veiculada, entre em contato para que ela seja prontamente removida.  

Categorias:

Comente aqui: