Bolsas de valores e apostas

31.07.2014

 

A sua mochila colorida depõe contra seu esforço pra se vestir bem? Está cansado de ter um visual adolescente por carregar tudo nas costas? Bem vindo! Preparei um guia prático que vai te convencer a olhar para uma bolsa com outros olhos.

 

Conversar com muitos homens sobre bolsas ainda é um assunto tabu. Mas, começo dizendo que se engana redondamente quem acha que esse é um acessório que faz parte apenas do universo feminino. Muitas marcas de moda masculina estão lutando, há tempos, para introduzir a bolsa no nosso cotidiano. E vem dando certo dentro de um meio termo. É claro que você não vai levar uma conversa assim pra mesa de bar e nem ser tão aberto a ponto de escolher um modelo floral. Mas dá pra usar essa peça como aliada. Afinal, falta espaço pra levar a carteira, a chave do carro e os inúmeros gadgets. 

É, dito isso, você deve ter percebido que precisa comprar algo para carregar suas coisas. Não é papo de gringo. As bolsas, tão mal interpretadas por uns, estão por todas as partes. Da próxima vez que for sair, repare bem. Depois conte tudo o que está levando na mão e dentro dos bolsos e a partir daí decida tamanho e modelo ideais para te deixar confortável e com um visual mais bacana.

Conhecer os tipos deve ajudar. Preparado? Aí vamos nós!

 

 

Glossário de bolsas masculinas

 

Carteiro ou Messenger bag

São bolsas com alça grande, que podem ser cruzadas nos ombros ou penduradas em um só. Existe desde 1860. Nessa época era usada por trabalhadores do Pony Express – o serviço de correio expresso do Velho Oeste americano. Mas foi em por volta de 1950 que ganhou popularidade. A Globe Canvas, de Franck De Martini, criou um modelo com tecido resistente para que os funcionários da empresa de telefonia tivessem as mãos livres na hora do serviço, enquanto ficavam pendurados nos postes.

 

Até hoje as bolsas carteiro guardam essa característica: são comumente são feitas de lona ou materiais muito resistentes. Couro, inclusive. E, por isso, combinam com terno e gravata, como um acessório utilitário. É uma boa pra quem quer se livrar da mochila e ter espaço. O Brad Pitt usa!  

 

 

Camera bag ou Small Cross-body bag

É uma versão mais retangular e compacta da bolsa estilo carteiro. Tem esse nome porque foi idealizada para se levar máquina fotográfica. Hoje, como esse equipamento está acoplado aos seu smartphone, você pode leva-lo junto com os óculos de sol, documentos e chaves.

 

 

Bolsa de viagem ou Duffel Bag

Dependendo do material, pode ser usada em pequenas viagens ou, se tiver alça mais curta, para levar a roupa da academia. Nesse caso ela também pode ser chamada de bolsa de ginástica ou “bowlling bag”. Duffel é uma cidade da Bélgica de onde antigamente era exportado o tecido grosso para confecção desse tipo de bolsa.

 

 

Holdall ou Carryall

Versão menor da Duffel, essa bolsa tem base retangular e zíper na parte superior. Pode ser de couro, mas normalmente é feita de nylon ou vinil.  

 

 

Barrel ou Gym bag

Outra predominantemente esportiva e caracterizada pelo formato cilíndrico.

 

 

Pasta executiva, maleta ou briefcase

A mais difundida, com origem que remonta ao século XIV. As tradicionais ainda possuem linhas retas, com um ar retrô. Mas, como de lá pra cá muita coisa mudou, guardam mais que dinheiro e documentos e muitas possuem, como opcional, uma alça removível.

 

 

Capanga

Amo esse tipo de bolsa que fez muito sucesso nos anos 1970 e seu avô provavelmente aderiu. O meu pai também pegou essa moda e eu nunca abandonei. Uso desde a adolescência. Durante as férias sempre reservei tempo para garimpar modelos, especialmente fora do Brasil. Aqui pelos rincões do Nordeste os mais antigos diziam que o tamanho ideal é o que dá pra carregar uma pequena arma dentro.

 

 

Voltou com muita força em 2010, desde que foi relançada pela Louis Vuitton. Mas a marca célebre por seus monogramas não ficam com todo o mérito. Foi a chegada dos tablets que impulsionou novamente a fabricação dessas belezuras. Alguns modelos são um pouco mais espaçosos e chamados de clutch.  

 

 

Sacola, Cabas ou Tote bag

Esse é o meu modelo preferido e talvez também o mais unissex. O ator Ryan Reynolds sempre carrega uma. Mas, apesar de moderna, vale um alerta: deve ser usada por homens que já tem hábito de carregar bolsas. A mão pode segurar a alça curta, mas também é comum de se ver esse modelo descansando sobre o braço, o que faz lembrar muito o jeito das mulheres andarem com as suas. Vem sendo muito vendida nos últimos anos como uma evolução da pasta. Tem um desenho simples, com um grande e único compartimento, costura reforçada no fundo e duas alças de mão.

 

 

Dá pra jogar tudo dentro. Por ser tão prática ela também pode ser chamada de shopper bag e usada até para pequenas compras, substituindo as sacolas de papel e plástico de lojas e supermercados. Foi criada em 1944 pela LL Bean, mas ganhou mesmo o status de moda quando Bonnie Cashin lançou uma versão para a grife americana Coach. É o modelo mais usado atualmente na Europa.

 

 

A medida certa

 

* A bolsa não precisa exatamente combinar com toda sua roupa. Ela tem de dialogar com o conjunto. Pra quem não está ainda tão acostumado, vale a dica de roubar a cor de outra peça do figurino para não terminar parecendo que está fantasiado para o carnaval. As com tons pastel ou marrons são as melhores nesse quesito. O preto deixa você num limbo muito grande, como se lhe faltasse criatividade e ousadia.

 

* Pra começar, opte por um tamanho médio, independentemente do modelo. Todos eles são válidos se ficam confortáveis no seu corpo. Mas, se escolher uma tipo sacola, tome o cuidado de deixar a alça removível solta ao segurar na alça de mão, pra acabar com qualquer dúvida de ter sido ou não roubada da sua namorada.   

 

* Não escolha simplesmente pensando no conforto. Se agir assim você nunca vai abandonar a mochila, nem nunca colocaria sapatos no lugar de tênis. A melhor coisa a fazer é um teste: ponha todas as suas coisas dentro. Os vendedores agem com simpatia em situações como essa.

 

* Leve alguns pontos em consideração: utilidade, estilo, versatilidade e qualidade.

 

* Comprar pela internet pode ser muito bom. Dá pra pesquisar preço e encontrar modelos bem arrojados, mas só faça isso se você já tem um tipo ideal.

 

* Uma boa bolsa custa o limite do seu crédito. É verdade! Algumas podem ser achadas pela bagatela de R$ 60 mil. Mas, de forma racional – e mais realista também -, se você quer uma boa bolsa de couro, separe pelo menos R$ 800. Mas barato que isso é possível encontrar em grandes magazines e tal. Mas elas são muito sazonais e podem desgastar mais rápido do que se imagina. 

 

Please reload

Destaque

O que comprar em promoção?

08.07.2019

1/6
Please reload

O CRICOFELIX.COM é o site criado pelo jornalista Cristiano Felix sobre tudo o que interessa ao dândi moderno: tecnologia, moda, comportamento, gastronomia etc. As imagens contidas podem ser creditadas ou reproduzidas de fontes externas. Caso você tenha os direitos sobre qualquer imagem publicada aqui e não quiser que ela seja veiculada, entre em contato para que ela seja prontamente removida.  

Categorias:

Comente aqui:

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now